SÉRGIO GODINHO, CELEBRAÇÃO DE “ABRIL EM LISBOA” NO CAMPO PEQUENO

A convite da Câmara Municipal de Lisboa e no âmbito da abertura da programação “Abril em Lisboa”, Sérgio Godinho levará ao Campo Pequeno no próximo dia 23 de Março, um espectáculo inédito e de celebração da liberdade – em palco com o “escritor de canções”, Capicua, Manuela Azevedo, Samuel Úria, os instrumentistas Filipe Raposo e Tó Trips, e os “inevitáveis” Assessores dirigidos por Nuno Rafael. O que me ocorre, quando penso que vou estar no Campo Pequeno no dia 23? Lisboa, desde logo. A minha familiaridade com esta cidade fez-se também com a vivência das suas salas de espectáculos, uma a uma vibrante e cúmplice. Os seus públicos sabem, e levaram com eles o que me tinham dado a mim. E agora o Campo Pequeno. Tinha-o já habitado, de casa repartida com os meus companheiros dos Três Cantos. Mas desta primeira vez, em nome próprio. Sim. Porém, mais importante, em nome próprio repartido. Porque o distribuo pelos ilustres convidados, que acharam por bem comparecer – a Ana, o Filipe, a Manuela, o Samuel e o Tó. An offer you can’t refuse, pensaram. Fico feliz. Eles serão o esteio da diversidade da música que partilho e admiro – cruzando os nossos territórios e referências. Espero já o que é já bom. Por fim, os meus inevitáveis Assessores, que moldam e activam o chão onde iremos pousar. A nossa cumplicidade não tem já nome. E, mais largo que tudo isto, a comemoração de um momento importante da nossa luta comum pela liberdade. Uma pedra plantada ao alto no chão, assinalando uma data da história. 48-48. Quarenta e oito aos de fascismo, quarenta e oito de democracia. Abril de 74. Está passado o cabo. Pode não querer dizer nada, mas diz tudo. Sérgio Godinho, Março 2022 É inegável colocar Sérgio Godinho no centro do quotidiano da vida portuguesa desde que nos finais de 1971 publicou o seu primeiro trabalho discográfico, o EP “Romance de um dia na estrada”, que antecedeu em pouco meses a edição do LP “Os Sobreviventes”, obra charneira da nova música portuguesa. A celebrar 50 anos de actividade criativa, onde se incluem mais de três dezenas de registos discográficos, entre gravações em estúdio, ao vivo e em colaboração, o “escritor de canções” é figura central no que de mais importante e interessante se produziu em termos líricos e musicais em Portugal. Respondendo ao convite efectuado pela CML, para este espectáculo em que a “palavra” assumirá papel principal, para além de uma selecção de repertório representativo da sua obra, Sérgio Godinho (e respectivos “Assessores”) propõe-se complementar essa visita à banda sonora das nossas vidas, com a partilha do palco com alguns dos artistas e músicos que mais admira e respeita, e que, dalguma forma, têm na sua obra e postura o “lastro godineano”. A saber, para este momento único, a lista de presenças inclui: os já referidos “Assessores”, banda que o acompanha há cerca de duas décadas; Manuela Azevedo, cúmplice de Sérgio Godinho de muitas aventuras, a voz dos Clã e para os quais Sérgio compôs alguns dos seus maiores êxitos; Capicua, rapper de eleição, cuidadora da palavra, e que tem o fétiche de evocar a obra de Godinho nas suas criações; e Samuel Úria, uma das novidades deste espectáculo, o mais respeitado cantautor da sua geração, que recentemente colaborou com Sérgio na composição de “O Novo Normal”. Ainda, o interesse em chamar a palco dois instrumentistas que embora de origens completamente distintas, têm em comum o facto de serem também eles compositores: Filipe Raposo, exímio pianista, colaborador assíduo de Sérgio Godinho na última década e com quem teve a oportunidade de partilhar a autoria de “Noite e Dia”, a magnifica abertura de “Nação Valente”, ou ainda a banda sonora do filme “Refrigerantes e Canções Amor”, distinguida com o “Prémio Sophia”; e Tó Trips, uma das metades dos Dead Combo, para os quais escreveu “Ouvi o texto muito ao longe”, que antecipa a ideia de que “Lisboa Que Amanhece” se pode mesclar com as sonoridades da “Lisboa Mulata” criada pelo músico lisboeta. Uma noite especial a não perder. SÉRGIO GODINHO & CONVIDADOS CAMPO PEQUENO | 23 MARÇO | 21H30 Entrada gratuita limitada a 2 bilhetes por pessoa. Levantamento feito na bilheteira do Campo Pequeno e nas Fnacs da Área Metropolitana de Lisboa (Alcochete, Almada, Barreiro, Amadora, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sintra, Sesimbra, Setúbal e Vila Franca de Xira)

Próximos Eventos

Atualmente não existem eventos nesta lista

Contacts

VACHIER & ASSOCIADOS
PRODUÇÃO DE ESPECTÁCULOS, LDA

Rua Frei Joaquim de Santa Rosa de Viterbo, 15
1600-230 Lisboa - PORTUGAL

Tel: (+351) 21 416 83 00
Fax: (+351) 21 416 83 09

vachier@vachier.pt

MANAGEMENT
Paulo Salgado
paulosalgado@vachier.pt

BOOKING
Patrícia Pinto
ticha@vachier.pt

ACCOUNTING
Cátia Gonçalves
catiagoncalves@vachier.pt

<a href="https://www.facebook.com/vachiereassociados/"><span class="divi-facebook"></span></a><!-- [et_pb_line_break_holder] --><a href="#"><span class="divi-twitter"></span></a><!-- [et_pb_line_break_holder] --><a href="#"><span class="divi-google"></span></a>

Newsletter

Vachier & Associados
Share This
X